O algodão naturalmente colorido tem registros muito antigos, que datam das civilizações Incas e de outros povos antigos das Américas, África e Austrália. Resgatado e melhorado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), este algodão cultivado no Estado da Paraíba, Nordeste do Brasil, nasce nas cores cru, verde, marrom e rubi.

O cultivo do algodão naturalmente colorido plantado por pequenos agricultores rurais, traz benefícios ecológicos e sociais, além de vantagens econômicas, mantendo os agricultores no campo, oferecendo uma oportunidade de renovação da produção algodoeira e criando um cidadão consciente da preservação da natureza e de sua saúde, pois por ter o valor agregado de produto orgânico, não é permitido o uso de agroquímicos no seu plantio e cultivo, diminuindo radicalmente o índice de doenças causadas pelo uso destes e os impactos ambientais causados na água subterrânea, solo e rios.


(PDF). - Certificado do Algodão Orgânico - Instituto Biodinâmico (IBD) Certificações

 ibd embrapa